Associe-se!
Dados do Setor 13/07/2020

Demanda da indústria apresenta leve melhora em levantamento mensal do SIMECS

Em junho, mais empresas relataram aumento na demanda e índice de queda intensa foi 30% menor em relação ao mês anterior

O panorama geral da pandemia segue delicado, mas os indicadores apresentam sinais de uma pequena retomada. Isso é o que mostra o levantamento de dados mensal do SIMECS, que analisou o desempenho da indústria ao longo do mês de junho.

O levantamento de dados  foi realizado de forma eletrônica entre os dias 18 de junho e 05 de julho e teve a participação de 315 empresas, 61 a mais em relação ao mês de maio. 

Esse é o terceiro levantamento realizado pelo Simecs que tem como objetivo analisar a progressão dos efeitos da pandemia de Covid-19, e funciona como ferramenta para auxiliar no trabalho da entidade no apoio à sustentabilidade da indústria de Caxias e região. As empresas ainda respondem questionamentos como impactos no faturamento e na força de trabalho, bem como níveis de dificuldade para operação das companhias, em campos como matéria-prima, logística e manutenção dos parques fabris e das atividades como um todo.

“Esses resultados refletem o retorno parcial das atividades ao longo dos últimos meses, mesmo em meio ao cenário desafiador. Este acompanhamento nos mostra que precisamos seguir redobrando os cuidados e mantendo atenção aos protocolos de saúde recomendados. Dessa maneira, conseguiremos conciliar a retomada gradual da economia da nossa região e o cuidado com a saúde de toda a população, sem correr riscos de regredirmos”, reforça o presidente do Simecs, Paulo Spanholi.

A consulta mostra que mais empresas relataram aumento de demanda – 16 indústrias contra apenas uma no mês anterior, enquanto o índice de queda intensa apareceu 30% menor, se comparado ao último levantamento. Em meio ao cenário que ainda apresenta incertezas, quase 50% das empresas também informam queda nos negócios.

O principal impacto percebido pelas empresas consultadas desde o início da pandemia de Covid-19 segue sendo a queda no faturamento, consequência direta do cancelamento de pedidos que, por sua vez, resulta na queda na produção. Das cerca de 251 respondentes que apresentaram diminuição, 76% acumulam quedas de até 50% nesse índice em relação ao período anterior à pandemia. Das nove empresas que registraram aumento no faturamento, a maior parte (67%) alcançou o acréscimo no indicador de até 25%.

Em relação aos níveis de dificuldade enfrentados pelas empresas para obtenção de matéria-prima, logística de transporte e manutenção de máquinas e equipamentos, a maioria das consultadas respondeu ter pouca dificuldade ou não percebeu nenhum impacto, em relação ao cenário vivenciado antes do quadro de pandemia. Esse mesmo padrão de respostas foi identificado quando questionados sobre a organização dos quadros funcionais para o retorno das atividades.

A maioria das empresas segue no esforço para manter seus funcionários: 44% está mantendo estável o quadro, enquanto 9% informa ter aumentado sua força de trabalho por meio de novas contratações dentro do período avaliado. Apesar disso, os resultados mostram que 47% das empresas consultadas (148) demitiram parte do quadro funcional desde o início da pandemia. Assim como no levantamento anterior, as medidas mais utilizadas da MP 936 (agora convertida na Lei 14.020/2020) seguem sendo a suspensão do contrato de trabalho e a redução de 50% da jornada, seguida em menor número pela redução de 25%. Já a redução de 70% é a que apresenta a menor adesão: pouco mais de 10% das empresas consultadas utilizaram essa alternativa.

Em relação aos casos confirmados de Covid-19, mais de 80% das empresas pesquisadas seguem sem casos, demonstrando que os esforços de prevenção vêm gerando bons resultados durante o período avaliado.

Mais de 60% das empresas consultadas no levantamento de dados pertencem ao setor metalmecânico, seguido por empresas dos segmentos automotivo, de eletroeletrônica e de ferramentaria. Mais de 80% dos respondentes são compostos por micro e pequenas empresas, que representam o maior volume empresarial da entidade.

 

Confirma o levantamento de dados na íntegra - Clique aqui

Veja também:


Hyva do Brasil conquista certificação como Excelente Lugar Para Trabalhar
Jost Brasil recebe homenagem do SIMECS pelos seus 25 anos
SIMECS recebe candidatos à Prefeitura de Caxias do Sul
SIMECS e Fátima Saúde estabelecem novo patamar em gestão da saúde empresarial
Do Lean à Indústria 4.0
Mercopar 2020
Pix: a forma como você faz pagamentos nunca mais será a mesma
SIMECS lança Programa de Empreendedorismo Internacional
Inova Transformação em Veículos Especiais
Governador esclarece pontos da Reforma Tributária
SIMECS e Fátima Saúde firmam parceria
G.Paniz celebra quatro décadas de conquistas
Hospital Geral pretende arrecadar R$ 37 milhões em dois meses para concluir obras de ampliação
Sicredi e SIMECS: a parceria que pode potencializar o crescimento de sua empresa
BYRos Brasil empresa com Soluções para Conectividade Elétrica e de Dados para Ambientes e Mobiliário
SIMECS homenageia a Metalúrgica Buzin pela passagem de seus 50 anos.
Hyva do Brasil recebe homenagem do SIMECS por seus 25 anos
3º Fórum Sul Brasileiro de Biogás e Biometano com inscrições abertas para webinars em setembro
Levantamento mensal do SIMECS aponta aumento gradual na demanda da indústria em agosto
Juntos Somos Mais Fortes
Oportunidades disponíveis para alavancar o seu negócio
Edreaza Componentes Automotivos completa 30 anos de atividade
Hyva do Brasil celebra 25 anos
Agrale vai fabricar caminhões elétricos da tradicional marca FNM
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19: Assessorias
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19: Projetos
Máquinas de Soldagem Sumig prontas para indústria 4.0 podem ser adquiridas via financiamento no BNDES
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19: Convênios
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19: Inovação
SIMECS e Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos assinam Convenção Coletiva 2020
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19: Produção
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19: Gestão de Pessoas
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19: Finanças
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19: Marketing e Vendas
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19: Estratégia
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19: Crédito
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19: Plano de Contingência
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19: Medidas Protetivas
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19: Trabalhista
Modelo de Plano de Contingência
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19: Tributário
SIMECS recebe pauta de reivindicações do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos
Guia SIMECS de Sobrevivência à COVID-19
SIMECS, Empresas Randon e Marcopolo entregam ventiladores pulmonares para reforçar rede hospitalar da Serra Gaúcha
Presidentes do SIMECS e Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos se encontram para discutir ações para empresas e trabalhadores
Prefeitura apresenta ofício encaminhado ao governador para entidades e sindicatos
SIMECS Com você
AÇÕES JUDICIAIS RELEVANTES
Levantamento mensal do SIMECS aponta preservação de empregos no setor
Papo com Especialistas Perspectivas econômicas frente à crise do Coronavírus
SIMECS, entidades e empresas doam 130 toneladas de alimentos para famílias caxienses durante pandemia
PRORROGAÇÃO DOS PRAZOS DE VENCIMENTO DAS PARCELAS MENSAIS DOS PARCELAMENTOS ADMINISTRADOS PELA RFB E PGFN
SIMECS apresenta novo posicionamento
SIMECS apoia a fabricação de ventiladores pulmonares
Protocolos de enfrentamento da Covid-19
Obrigações Ambientais
Randon, Marcopolo e Simecs doam cerca de R$ 3 milhões para rede de saúde de Caxias
SUBIR